Sobrou até para o Governo do Brasil: Contas no Twitter relatam ataques a sites do governo do DF

Published on janeiro 21, 2012 by   ·   No Comments

Grupo hacker Anonymous ‘comemorou’ derrubada de páginas.
Nesta sexta, o grupo havia afirmado que tirou do ar o site do FBI.

O grupo hacker Anonymous relatou, na madrugada deste sábado (21), por meio de seus perfis no Twitter ataques a sites brasileiros com domínio ‘df.gov.br’ – do governo do Distrito Federal. Na manhã de sábado, os sites visitados pelo G1 estavam funcionando normalmente. As contas do grupo no Twitter ainda apontavam para perfis brasileiros, que teriam realizado o ataque. Os posts mencionavam o site de compartilhamento de arquivos Megaupload, cujo fundador foipreso na última quinta, na Nova Zelândia.

Perfil do Anonymous no Twitter anuncia que tirou sites brasileiros do ar (Foto: Reprodução)Perfil do Anonymous no Twitter anuncia que tirou sites brasileiros do ar (Foto: Reprodução)

Nesta sexta, o grupo havia afirmado que tirou do ar o site do FBI, a polícia federal dos Estados Unidos, por cerca de uma hora. O Anonymous também disse ter sido responsável pela saída do ar dos sites do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, da Universal Music, da Associação de Filmes dos EUA e da Associação da Indústria Fonográfica do país, dentre outros endereços.

No Twitter, o grupo diz “a internet contra-ataca”, e que a luta é pela “liberdade da internet”. Em uma das mensagens, o Anonymous também ameaçou um ataque contra o site da Casa Branca.

O Megaupload, um dos maiores sites de compartilhamento de arquivos do mundo, foi tirado do ar na quinta-feira (19). O fundador da companhia e vários de seus executivos foram acusados formalmente de violar leis antipirataria nos Estados Unidos, informaram promotores federais do país. A acusação alega que o site deu aos detentores de direitos autorais mais que US$ 500 milhões em prejuízo por facilitar a pirataria de filmes e outros tipos de conteúdo.

Perfil brasileiro relacionado ao grupo Anonymous (Foto: Reprodução)Perfil brasileiro relacionado ao grupo Anonymous (Foto: Reprodução)

Sopa e Pipa
A derrubada dos sites dos EUA aconteceu 2 dias depois que diversos endereços, incluindo a Wikipédia e a Craigslist, tiraram seus sites do ar em protesto com o Sopa e o Pipa, dois projetos de lei antipirataria que circulam nos Estados Unidos.

O Stop Online Piracy Act (Sopa) é um projeto de lei com regras mais rígidas contra a pirataria digital nos EUA. Ele prevê o bloqueio no país, por meio de sites de busca, por exemplo, a determinado site acusado de infringir direitos autorais. O foco está principalmente em sites estrangeiros, contra os quais as empresas americanas pouco podem agir.

Ambos são apoiados por empresas de entretenimento, constantes alvos de pirataria, mas são questionados por companhias de internet, como Google, Facebook, Amazon e Twitter, que interpretam as medidas como um tipo de censura aos sites e à liberdade de expressão. O Sopa ainda está sendo avaliado por comissão na Câmara; a PIPA deve ir à votação no Senado ainda neste mês.

Tanto o Sopa, que está na Câmara dos Representantes, quanto o Pipa, projeto semelhante que seria votado na próxima terça (24) pelo Senado, foram colocados “em espera” pelos líderes das duas casas na última sexta (20).

FONTE

LEIA TAMBÉM: Assuntos Relacionados

Tags: 

Readers Comments (0)




Please note: Comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.

Receba nossas atualizações, é Grátis

Digite seu e-mail:

Clique no link em sua Caixa de Entrada ou Spam para confirmar a inscrição.
Categorias
.
.