A Cruz invertida usada pelo Papa é simbolo do Anticristo?

Published on dezembro 30, 2009 by   ·   8 Comments
Por Carlos Martins Nabeto

Um protestante tomou a iniciativa de me encaminhar duas fotos da visita do papa à Terra Santa. Nelas aparece o Santo Padre sentado em um trono contendo uma cruz invertida. Desconhecendo totalmente o simbolismo da Igreja, passou esse irmão a atacar o papa (em azul), considerando-o o Anticristo. As minhas respostas seguem em preto.

E-Mail nº 1: “PAPA NO TRONO DE SATANÁS”

Contra fatos não há argumentos. Todos sabemos que a cruz invertida é o símbolo do anticristo. Veja o trono de satanás e quem está nele! (André)

Você está deixando a emoção sobrepor a razão (aliás, é o que mais ocorre em suas mensagens). A cruz invertida para os cristãos simboliza a forma como São Pedro morreu: crucificado de cabeça para baixo, como atestam inúmeros testemunhos primitivos. Portanto, não há nenhum símbolo anticristão na cátedra usada pelo papa em sua visita à Terra Santa e não há o porquê de se estranhar o uso de tal símbolo pelo legítimo sucessor de São Pedro. Pesquise a História antes de sair por aí espalhando semelhante atestado de desconhecimento, que apenas depõe contra a sua seriedade…

[]s. Que Deus te ilumine.

E-Mail nº 2: “CRISTÃO CRÊ EM CRISTO”

O catolicismo tem de tudo, menos cristianismo.

Que poder ou significado tem a cruz de Pedro?

Cristão crê em Cristo! A cruz de cabeça para baixo significa anticristo, não descendência de Pedro. Se o catolicismo fosse cristão realmente, colocariam a cruz de Cristo!

“Não se engane com vãs filosofias”…

Como não poderia deixar de ser diferente, você continua a se guiar mais pela emoção (anticatólica) do que pela razão…

Poder e significado não são palavras sinônimas! Que poder tem a cruz de Pedro para o cristão? Nenhum, porque fomos salvos *unicamente* por Cristo, por sua morte redentora na cruz. Que significado tem a cruz de Pedro? Vários: o valor do martírio, sua sucessão, e, principalmente, a lição de humildade deste servo dos servos de Deus, já que foi o próprio São Pedro que pediu para ser crucificado de cabeça para baixo por se julgar indigno de morrer exatamente da mesma forma que seu Mestre e Senhor, Jesus (certamente já prevendo que depois, num mundo paganizado e blasfemo, existiriam pessoas – como você mesmo! – que poderiam fazer alguma espécie de confusão, não sabendo distinguir *com precisão* o significado da morte de ambos por crucifixão, embora de maneira distinta para salientar as diferenças de significado).

A cruz de cabeça para baixo significa anticristo? Isto é o que *você* diz! Mas de onde você retirou esta afirmação??? Da Bíblia?? Qual?? Onde se encontra essa passagem??? Tenho 11 Bíblias, sendo 5 de origem protestante e nenhuma delas diz que a cruz invertida é símbolo do anticristo. Ao contrário, parece que esta sua afirmação provém de algum livro de magia negra ou satanismo, escrito por pessoas que ignoram completamente *o fato* de Pedro ter sido crucificado de cabeça para baixo e usam a *”criatividade”* da cruz invertida para demonstrar a total contrariedade entre Satanás e Deus. Ou será que você vai querer afirmar que Satanás foi crucificado também (o que, aliás, não me causaria espanto; afinal, recentemente, um pastor da Assembléia de Deus afirmou que Satanás se converteu… O que não permite a “sola scriptura”, não?)?? Ora, entre a Bíblia e os livros de origem satânica, fico com a Bíblia pois ela é verdadeiramente inspirada por Deus e nela não se encontra qualquer afirmação de que a cruz invertida não pode ser usada como símbolo cristão, por ser “símbolo do anticristo”.

A cruz invertida não pode significar descendência de Pedro? Então por que no túmulo de São Pedro, na Basílica do Vaticano, aparece gravada a mesma cruz invertida? Não apenas expressa o seu martírio na cruz, de cabeça para baixo, como também a descendência petrina de seus sucessores, os papas, já que estes ocupam a mesma cátedra episcopal de Roma e, portanto, têm relação direta e ininterrupta – no tempo – com Pedro. Mera questão de história combinada com simbologia de origem cristã, amplamente documentado, mas que muitos protestantes – a maioria por ignorância mesmo – interpretam erroneamente (às vezes recorrendo a fontes não-cristãs e até mesmo anti-cristãs, como neste caso sobre a cruz invertida, onde você precisa se basear em fontes satânicas medievais esquecendo que a cruz invertida já era usada muito e muito antes pelos cristãos, na Idade Antiga, como símbolo do martírio de São Pedro, entre outros).

Você escreve: “não se engane com vã filosofias”, certamente retirada de Col. 2,8. Eu, porém, retribuo mostrando que a simbologia da cruz invertida tem *origem cristã*, deturpada depois (bem depois!), por total ignorância, pelos satanistas e feiticeiros (lembre-se: Satã não foi crucificado!), mas que, mesmo assim, pode também ser usada pelos cristãos, pois estes sabem interpretá-la corretamente devido à sua cultura e contexto eclesial (exceto quando querem fazer uso de expedientes pouco condizentes com a caridade cristã [é princípio cristão julgar com benevolência as ações do próximo enquanto um sinal evidente de maldade não se verifique] ou antibíblicos [como a doutrina da "sola scriptura", cujo pressuposto fundamental contraditoriamente não se encontra na Bíblia]). Ficam assim, para você, duas lições retiradas da Bíblia e não de livros de ocultismo:

    • Jo 7,24: “Não julgueis pela aparência mas julgai segundo o reto juízo”. Não se esqueça que julgar temerariamente pode ser pecado gravíssimo. Logo, “não julgueis, para que não sejais julgados” (Mt 7,1), principalmente quando não houver provas sólidas.
    • 2Ped 1,20; 3,15-16 cc. At 8,31; Jo 16,13; 1Tim 3,15 etc.: Nada na Bíblia é de particular interpretação. Cabe à Igreja (a verdadeira Igreja, não essas portinhas que pululam pelas esquinas) a tarefa de interpretar legitimamente as Escrituras, pois somente aos apóstolos (e seus sucessores) foi dada essa tarefa com a certeza de inerrância graças ao apoio do Espírito Santo.

O cristão crê em Cristo? Pois então obedeça ao que Ele ensinou, começando por parar de julgar sem provas sólidas e reconhecendo seus legítimos pastores.

E-Mail nº 3: “CATOLICISMO / SATANISMO”

Defendendo a verdade. Confira o url da HP Artigos da Cutting Edge e veja se pode contrariar as verdades!

O que está acontecendo com você? Perdeu a personalidade, ficou sem resposta, ou o “Espírito Santo” parou de inspirá-lo diretamente?? Agora você deu para mandar artigos de outros protestantes fundamentalistas que, como você, precisam recorrer a fontes de magia negra e satanismo para “explicar” a cruz invertida?? Você não respondeu ao meu e-mail anterior e, por isso, volto a perguntar: afinal de contas, *para você* o que vale é o que está escrito na Bíblia ou o que consta nos manuais satânicos, escritos por homens ignorantes que desconheciam que a cruz invertida também tem origem cristã (com uma antecedência de quase 1000 anos)?

Você acusa levianamente os católicos (ou pelo menos o papa) de satanistas, no entanto, é *você* e o “pr.” Bay que estão recorrendo ao Satanismo (e, por extensão, ao Ocultismo e Magia Negra), defendendo o ponto de vista *deles* e a explicação *deles* para tal simbolismo! Não sei quanto ao “pr.” Bay, mas acaso você abandonou a “sola Scriptura” para recorrer ao “sola ‘Satanás’”? A Bíblia não é mais suficiente para você??

O *fato*, até o momento, é apenas um: nem você, nem o “pastor” David Bay – que “defendem” tanto a Bíblia (segundo a [falsa] interpretação de vocês e conforme a heresia da “sola scriptura”) – mostram *onde* a Bíblia afirma que a cruz invertida é símbolo do anticristo… Vamos! Você acusou, você tem a obrigação de provar: em que parte da Bíblia está escrito que a cruz invertida é símbolo de Satã ou do anticristo?? Mas, por favor, não me venha com malabarismos ou interpretações artificiais, arduamente construídas; lembre-se: já fui protestante como você e já ataquei a Igreja Católica como você; e, como protestante, seguia a sola Scriptura (como você e o “pr.” Bay teoricamente deveriam fazer, sem precisar recorrer a fontes satânicas); logo, para mim valia o que estava *explicitamente* na Bíblia, sem qualquer tipo de rodeio (e é assim também que *todo* protestante crê)… Então, simplesmente prove o que afirma com a sua Bíblia Sagrada ou pare de “atirar no escuro”, com prejuízo para a sua própria alma.

Fico, portanto, aguardando a sua *rápida*, *clara* e *breve* resposta: Livro, capítulo e versículo(s). Apenas isso é o suficiente; não precisa recorrer a outras pessoas que, em seu delírio, também só sabem ficar falando, falando, falando, sem nada provar…

E-Mail nº 4: “*RÁPIDA*, CLARA E BREVE RESPOSTA”

Prezado André,

Pax!

Para quem pediu apenas a indicação do livro, capítulo e versículo(s) da Bíblia, sua resposta não foi rápida (demorou 2 dias), não é clara (resolveu abordar outros assuntos como o “símbolo de shiva” e a “cruz vergada”, baseados no “pr.” Bay) e, muito menos, é breve (aproximadamente 10 parágrafos, tornando-se a maior de suas mensagens até o momento).

Mas vamos lá; vamos analisar o que você escreveu…

A cruz invertida, dentre outros símbolos, não está na bíblia.

Ótimo! Logo você não pode afirmar categoricamente que ela é símbolo do Anticristo ou de Satanás, ao contrário do número 666 que ali se encontra e que você pode afirmar que é o símbolo do Anticristo ou de Satanás.

Isso basta para não crermos, ou melhor, para ficarmos com um pé atrás. Porque pregar “além do que está escrito” já não é mais ser cristão.

Perfeito! E assim você acaba de cair em contradição porque em suas mensagens você está pregando *além* do que está escrito. Foi você mesmo que escreveu acima: “a cruz invertida, dentre outros símbolos, não está na bíblia”. Ora, se não está na Bíblia, está *além* dela…

Conhecer as crenças não é ir “além das escrituras”, como pensa, porque eu não sigo nem creio em outras doutrinas, apenas tomo conhecimento, assim como fiz com a doutrina católica (tenho TODO o teu site offline para estudo, dentre outros) tb tenho a doutrina satânica, mulçumana, macumbeira, etc…

Uma coisa é querer conhecer as crenças para saber o que *expressamente* contradizem a Palavra de Deus escrita (ou seja, a Bíblia); outra coisa, completamente diferente, é colocar todas as crenças “dentro de um mesmo saco” e interpretá-las juntas conforme a sua visão protestante (que – deixemos bem claro – pode ser diametralmente diferente de milhares de outras visões protestantes que usam a mesma Bíblia que a sua), misturando elementos não reconhecidos de uma nas demais, como você insiste e persiste em fazer neste caso da cruz invertida. Portanto, meu caro, não basta conhecer, é necessário aprender e o principal: saber discernir!

O que fiz foi uma comparação entre o catolicismo e o satanismo. Realmente existe a cruz invertida no satanismo e também no catolicismo. Ou seja, existe algo em comum.

O que você tem feito até agora é faltado com o seu dever de caridade cristã, fazendo acusações sem apresentar provas sólidas e contundentes; verdadeiro terrorismo religioso. Não é porque você encontra o mesmo símbolo em duas religiões, totalmente diferentes (e completamente opostas entre si), que irá significar que, no fundo, são comuns, uma vez que a *origem* de seu simbolismo é diferente, o que refletirá no seu *significado* final. Você não sabe que não se deve julgar por aparências? Se sabe, talvez ainda não tenha aprendido!

Ora, os judeus e os romanos semelhantemente queimavam incenso para as suas divindades; essa semelhança, porém, não significa que o Deus único Javé dos judeus era falso, nem que os ídolos romanos eram verdadeiras divindades. Em cultos pentecostais (cansei de ver isso em minha ex-igreja) muitos fiéis entram em êxtase e diversos falam em línguas desconexas, o que também ocorre nos terreiros de umbanda e candomblé (como você já deve ter lido em seus “estudos”, já que freqüenta esses tipos de site também); isso, contudo, não significa que espíritos impuros incorporam em *fiéis* cristãos ou que o Espírito Santo freqüenta terreiros de baixo espiritismo. Aqui em Santos, existe um terreiro chamado “Igreja ‘Jesus a Chave da Umbanda’”; então, por isso, significaria no seu ponto de vista que estes umbandistas são cristãos? Poderiam se tornar uma igreja como as milhares de denominações cristãs protestantes que você conhece?

Não preciso ir muito longe para mostrar como o seu raciocínio da “semelhança” como prova de “algo comum” está completamente equivocado, devendo ser totalmente desprezado. Infelizmente, sua visão fundamentalista o torna cego para essas coisas.

GRÁTIS: Receba Atualizações em seu E-mail:

Confirme em sua Caixa de Entrada ou Spam Agora!

Com relação a cruz invertida, é mais lógico crer que significa o inverso do cristianismo do que crer na suposta morte de Pedro.

Esta é a *sua* livre interpretação (condenada em 2Ped). E, como tal, dependerá do público-alvo da sua pregação. Se você fala para satanistas, ignorantes da origem inicial da cruz invertida em meio cristão, isso é verdade; se você fala para protestantes fundamentalistas, mais avessos à cultura, talvez também possa ser encarado como verdade; se você fala para protestantes históricos, mais sérios e comprometidos com a exegese bíblica, dificilmente se convencerão disso; falando para católicos e ortodoxos, que reconhecem também a Sagrada Tradição Apostólica, isso não será aceito como verdade.

O problema é que você, apenas com a Bíblia, não tem como provar que a cruz invertida é símbolo satânico. Se você recorre a outra fontes (de tradição cristã ou satânica), estará desprezando a doutrina fundamental do Protestantismo que é a “Sola Scriptura” e, fazendo-o, das duas uma: ou você não é protestante ou você está criando um Protestantismo do Protestantismo, admitindo que a doutrina da “Sola Scriptura” não pode ser levada a sério pelos cristãos [protestantes]…

(Como será que conseguiram deixar uma cruz invertida em pé, cravada no chão?)

Me admira você escrever uma coisa destas! Você não sabe que a haste vertical da cruz já se encontrava “plantada” no terreno e que o condenado carregava a haste horizontal até o local do súplicio, sendo esta então fixada na haste vertical? Assim, qual a dificuldade? Recorde-se ainda que na época de Cristo a crucificação era pena tão comum que os soldados romanos se divertiam crucificando os condenados nas mais variadas formas possíveis, inclusive de cabeça para baixo… Portanto, pode estar certo que, quando o próprio Pedro pediu para ser crucificado dessa maneira, os soldados adoraram ainda mais a idéia.

Quer provas? Ei-las:

    1. Enciclopédia “Conhecer”, ed. Abril (1971), artigo “A cruz antes e depois de Cristo”, vol. 4, pág. 839: “Os soldados romanos divertiam-se pregando as vítimas nas posições mais variadas, e tal era o número delas, que não havia mais espaço para as cruzes, nem cruzes suficientes para os condenados”. O historiador judeu contemporâneo Flávio Josefo diz exatamente o mesmo.
    2. (a) “História Eclesiástica: os primeiros quatro séculos da Igreja cristã”, Eusébio de Cesaréia, ed. CPAD-Casa Publicadora das Assembléias de Deus (2000), pág. 79: “Pedro parece ter pregado aos judeus da dispersão em Ponto, Galácia, Bitínia, Capadócia e Ásia, e no fim chegou a Roma e foi crucificado de cabeça para baixo, pois pediu para si esse sofrimento”; (b) Antes de Eusébio, já Orígenes (+253) falara a mesma coisa: “Pedro, finalmente tendo ido para Roma, lá foi crucificado de cabeça para baixo”.
    3. Se você também consultar a “Grande Enciclopédia Larousse Cultural”, ilustrada, vol. 7 (1998), verbete “Cruz”, na pág. 1713, poderá ver que existe um quadro contendo 26 tipos de cruzes, entre elas (a nº 3), uma cruz invertida devidamente chamada “cruz de São Pedro”, por fazer referência ao martírio do bem-aventurado Apóstolo. Como você pode ver, então, a cruz invertida invoca muito mais apropriadamente uma origem cristã do que satânica.

E também não é só o trono do papa que possui esta cruz, o gesto que os católicos fazem da cruz: testa, peito, esquerda, direita, dá uma cruz invertida também!

Só se o seu peito ficar à altura do início do pescoço ou o sinal for mal feito… Quando feito da forma prescrita, o sinal da cruz tem a sua “trave horizontal” (esquerda/direita) exatamente à meia altura da “trave vertical” (testa/peito); nem mais pra cima, nem mais pra baixo, tal como uma cruz grega (diga-se, para reforçar, que tal gesto tem mesmo origem nos primitivos cristãos de cultura grega e não latina). Além do mais, tal sinal é tão antigo quanto o Cristianismo, sendo respeitado (e feito) também por ortodoxos, cristãos orientais cismáticos e, inclusive, algumas denominações protestantes mais antigas.

Logo, o que você está falando, também não tem qualquer fundamento, nem histórico, nem lógico…

O catolicismo está longe do cristianismo, mais perto de um “pedrianismo” ou “marianismo”…

Aqui você cai novamente em contradição (embora talvez já seja sinal de algum avanço): primeiro você liga a Igreja Católica ao satanismo/anticristo (v. título de seu e-mail nº 3), o que é essencialmente mau; agora, você a liga a Pedro ou Maria (provavelmente querendo se referir a uma possível “idolatria” por parte dos católicos), o que já não pode ser considerado mau, mas muito pelo contrário quando devidamente entendido…

Creio que você está ficando confuso ou desesperado… Você ainda não provou que a cruz invertida é símbolo do Anticristo (a não ser para os satanistas e ocultistas, e, mesmo assim, quase um milênio após seu uso pelos cristãos) e, mesmo ligando o Catolicismo a Pedro ou Maria – grandiosas, respeitáveis e santas figuras do Novo Testamento – está ainda querendo insinuar que o Catolicismo não é cristão?? Alto lá! Prove primeiro o que você disse quanto à cruz invertida usando apenas o que está escrito na Bíblia! Para mim – assim como para qualquer católico, ortodoxo e protestante em são juízo – o que está escrito ou o que provém de fontes satânicas, ocultistas, espíritas, gnósticas ou esotéricas *nada valem*, pois não gozam de inerrância na nossa fé, ao contrário da Igreja que é “a coluna e fundamento da Verdade” (cf. 1Tim 3,15), graças à promessa de Jesus Cristo, *único Senhor e Salvador nosso*.

Não sei se viu o papa recebendo o simbolo de shiva na testa… (deus da destruição), ou usando a cruz vergada, usada para fazer bruxarias…

Por enquanto, o que sei é que você *afirmou* que a cruz invertida é símbolo de Satã/Anticristo, mas até agora você não mostrou onde a Bíblia afirma isso (mas pelo contrário, já até “confessou” que a Bíblia não o declara). Não nos desviaremos do assunto enquanto você não provar o que diz mediante a “Sola Scriptura”, que você contraditoriamente afirma seguir (v. parágrafo seguinte).

*** Não larguei a “sola scriptura”, porque não sigo outros ensinamentos além do que as escrituras nos apresenta. Ela é a minha única regra de fé e prática.

João 8,44 afirma (com toda razão): “O diabo é o pai da mentira”. Você, por outro lado, afirma:

    • “Todos sabemos que a cruz invertida é o símbolo do anticristo” (e-mail nº 1)
    • “A cruz de cabeça para baixo significa anticristo” (e-mail nº 2)
    • “A cruz invertida [...] não está na bíblia” (neste e-mail, 1º §)
    • “Pregar ‘além do que está escrito’ [na Bíblia] já não é mais ser cristão” (neste e-mail, 2º §)
    • “Conhecer as crenças não é ir ‘além das escrituras’ [...] porque eu não sigo nem creio em outras doutrinas” (neste e-mail, 3º §)
    • “Não larguei a ‘sola scriptura’, porque *não sigo* outros ensinamentos além do que as escrituras nos apresenta” (neste e-mail, § supra)

Vamos às conclusões lógicas derivadas de suas próprias palavras, combinadas com as palavras inspiradas do apóstolo João:

    • SE, E SOMENTE SE, não devemos pregar OU crer em *outros* ensinamentos OU doutrinas *além* dos apresentados na Bíblia E se o simbolismo da cruz invertida como símbolo satânico/anticristo não é *expresso* na Bíblia LOGO *ensinar* que a cruz invertida é símbolo do Anticristo é *mentira* porque a “Sola Scriptura” não o permite afirmar.
    • SE o pai da mentira é o diabo LOGO quem ensina (ou defende) uma mentira é seqüaz do demônio.

Desta forma, meu caro, diante de tantas contradições, faço um paralelo com o que você escreveu mais acima: “isso basta para não crermos, ou melhor, para ficarmos com um pé atrás” com o que você, o “pr.” Bay e outros falsos mestres ensinam. Como diz o apóstolo Pedro, com a livre interpretação, vocês distorcem as Escrituras para a própria perdição. Que Deus tenha piedade de vocês!

Apenas tomo conhecimentos de fatos e acontecimentos e estudo o máximo de crenças possível.

Absolutamente não. Percebe-se que você apenas lê o que lhe interessa e interpreta os fatos conforme o seu bel prazer. Seu estudo não é imparcial, mas parcial – bem parcial mesmo. Não sabendo interpretar fatos e registros históricos, como poderá bem interpretar as Escrituras?

O problema é que vc está achando que estudar, conhecer, é deixar de crer apenas na biblia.

Não; para mim estudar é, além de conhecer, aprender! E aprender não é somente decorar, mas analisar, saber discernir o que é, o que não é e o que pode ser; em outras palavras: é formar senso crítico.

Eu sei que a cruz invertida não é o correto, porque não está na biblia.

Volto a insistir, diante de tantas contradições:onde a Bíblia afirma isso?? Por favor cite: livro, capítulo e versículo(s).

Mas fui atrás do que significa.

Em fontes satânicas e de magia negra? Procurou saber se alguma vez no tempo, antes do papa João Paulo II usá-la, algum outro papa a usou? Se os cristãos primitivos a usaram? Não!

Tentou perguntar seu significado para algum católico, já que era o papa que a estava usando? Não! Você preferiu interpretar diretamente e lançar a acusação contra o papa e a Igreja Católica!

Tudo isto demonstra a sua parcialidade! Você recorre a fontes parciais, anticatólicas! Você não está interessado em conhecer o porquê dos fatos, *da parte de quem os produz* e, portanto, sabe o significado; você está apenas interessado em propagar a sua opinião, a sua interpretação, o seu achismo. Você quer se fazer ouvido, não quer ouvir. Sua intenção é puramente proselitista…

Acaso poderia um cristão pedir para um judeu explicar a divindade de Jesus ou a Santíssima Trindade? Óbvio que não, a menos que você queira pôr em risco a sua própria fé. E é exatamente isso o que você encontra vasculhando uma fonte satânica para explicar um símbolo cristão: a total deturpação, com risco total para a sua fé!

Assim como eu sei que vcs se curvam perante Maria, e saber isso não é sair das escrituras.

Sim, até porque se curvar diante de alguém nas Escrituras nem sempre é sinônimo de adoração, mas também de veneração e respeito (v. p.ex.1Sam 25,23), como fazem os católicos diante de Maria e dos demais santos, como exemplos que apontam unicamente para Cristo, este sim único Salvador e digno de toda e qualquer adoração.

Mas não nos desviemos por enquanto do assunto principal: prove que a cruz invertida é símbolo do Anticristo/Satã segundo as Escrituras Sagradas. Isto você ainda não o fez…

=> “Ir além das escrituras é ACEITAR outras doutrinas, e não simplesmente CONHECÊ-LAS.”

Perfeito: é exatamente o que você faz, *afirmando* que a cruz invertida é símbolo de Satanás e do Anticristo. Tal afirmação (que você acaba convertendo em doutrina, já que visa ligar fundamentar a sua crença de que o Catolicismo é satânico) não consta nas Escrituras; logo, é doutrina adicional, outra doutrina. Conseqüentemente, está *além* das Escrituras e a sua “Sola Scriptura” cai totalmente por terra, bem como a sua seriedade e a sua classificação como “cristão”, já que você precisa recorrer a uma “verdade” citada pelo Ocultismo para explicar algo que não está na Bíblia. Pense bem agora em quem é discípulo de Satanás…

Fico pedindo – agora mais do que nunca – para que Deus o ilumine e o livre das garras do demônio que o impede de raciocinar. []s.

Carlos Nabeto



Todos os artigos disponíveis neste sítio são de livre cópia e difusão deste que sempre sejam citados a fonte e o(s) autor(es).

Para citar este artigo:

NABETO, Carlos Martins. Apostolado Veritatis Splendor: A CRUZ INVERTIDA USADA PELO PAPA É SÍMBOLO DO ANTICRISTO?. Disponível em http://www.veritatis.com.br/article/710. Desde 28/05/2002.

GRÁTIS: Receba Atualizações em seu E-mail:

Confirme em sua Caixa de Entrada ou Spam Agora!

LEIA TAMBÉM: Assuntos Relacionados

Tags:  ,

Readers Comments (8)
  1. Como os “crente” sao inocentes haha….
    Lista dos Papas desde pedro… Pedro>Lino> Cleto> Clemente> Evaristo> Alexandre>Sisto>Telésforo> Higino> Pio > Aniceto, Sotero, Eleutério, Vítor,… Pio XII, João XXIII, Paulo VI, João Paulo I, João Paulo II, Bento XVI: 266 papas, 265 sucessores de São Pedro………………Rasguem a Historia e acreditem em fábulas….Bem predisse Sao Paulo desses protestantes e os outros hereges….no fim dos tempos eles se apartariam da verdade e cairiam às fábulas

    • Antonio Britto disse:

      Olá Queria entender qual relação entre os dez mandamentos do antigo testamento e os dez mandamentos do catecismo oficializado pelo rei constantino,já comparei e são diferentes pq?

  2. Weslan disse:

    Vamos analisar o argumento do JONATHAN. no trecho em que ele diz: “Como é que Pedro, o apóstolo do Senhor Jesus, da qual foi IMCUBIDO de INTRODUZIR à IGREJA do SENHOR JESUS na TERRA poderia ser o primeiro Papa “! Notem aì que ele mesmo ja reconhece Pedro como fixado responsavel pela formaçao da igreja! mas a duvida dele nao está aí, e sim na hora que ele argumenta: “se a Igreja Católica foi criada a mais de 300 anos depois da vinda do Senhor Jesus na Terra?” ou seja: pra bom bebedor meia palavra basta! fica muito claro que ele acredita no primado de pedro mais tem duvida é na falta de informaçao sobre o catolicismo. e porque isso acontece? isso é justamente fruto de discordancia generalizada dos protestantes em querer dominar a biblia por conta propria com bases solidas somente nas leituras sem fazer nenhum uso teologico, historico e ate mesmo escatologico das coisas! em outro trecho ele diz que ele LÊ a biblia! ele ta certo em dizer que só lê, pois estudar ele nao estuda! ou seja; fica muito claro que nao basta apenas lê é preciso vive-la intimamente e saber o porque de tudo isso está escrito alí. alias esse povo pensa que somos otarios e estamos aqui pra ficar sendo tachados de hipocritas! vai entender meu filho que Jesus disse: “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja , e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;” (Mt 16,18). entao entenda mais um pouco:
    Logo nos inícios da Igreja, os seguidores de Cristo foram designados com o nome de cristãos. Assim podiam distinguir-se dos filósofos pagãos e dos judeus ou seguidores da sinagoga. Este nome de cristãos como se sabe, já vem na própria Bíblia, e tal denominação começou em Antioquia: “em Antioquia é que foram os discípulos denominados CRISTÃOS, pela primeira vez” (At 11, 26), “Então Agripa disse a Paulo: Por pouco me não persuade a fazer-me CRISTÃO” (At 26, 28). “Se padece como CRISTÃO, não se envergonhe; mas glorifique a Deus neste nome” (1Pd 4, 16). Aconteceu, porém que, tão logo a Igreja começou a propagar-se, começaram a aparecer os hereges, seguindo doutrinas diversas daquela que tinha sido recebida dos Apóstolos, mas tomando o nome de cristãos, pois também criam em Cristo e d’Ele se diziam discípulos. Era preciso, portanto, um novo nome para designar a verdadeira Igreja, distinguindo-a dos hereges. E desde tempos antiqüíssimos, desde os tempos dos Apóstolos, a Igreja começou a ser designada como IGREJA CATÓLICA, isto é, UNIVERSAL, a Igreja que está espalhada por toda a parte, para diferençá-la dos hereges, pertencentes às igrejinhas isoladas que existiam aqui e acolá e que existem ate hoje igual a sua, por exemplo! entao entenda e saiba que Constantino I foi Imperador Romano e que ostentou, mesmo após a conversão ao Cristianismo, o título de “Pontifex Maximus” pagão, visto que não aboliu os cultos pagãos. Mas disto concluir que ele foi papa já é demais! Aliás, havia um papa nessa época, era São Silvestre I, que inclusive aprovou a reunião do Concílio de Nicéia convocada pelo Imperador Constantino, enviando como representantes papais dois clérigos. Portanto antes de vir aqui falar o que nao sabe va estudar de VERDADE! afff.. isso só foi um resumo!

  3. jonathan disse:

    Como é que Pedro, o apóstolo do Senhor Jesus, da qual foi imcubido de introduzir à Igreja do Senhor Jesus na Terra poderia ser o primeiro Papa se a Igreja Católica foi criada a mais de 300 anos depois da vinda do Senhor Jesus na Terra?

    Jesus nunca nos afirmou sobre Papas e não existiam Papas na época de Pedro. Os Papas foram criados juntamente com as doutrinas da Igreja Católica, no ano 325. Se Pedro fosse realmente o primeiro Papa da Igreja Católica, ele teria então nesta época quase 400 anos.

    Eu sou uma pessoa que estuda a biblia profundamente e tudo o que vejo são pessoas que se acham religiosas, Deus deixou bem claro que não se deve se cruvar e venerar imagens e objetos de qualquer tipo ta na BIBLIA

    e vcs me vem com essa porcaria de cruz invertida que significa nun sei o que, significa nada é errado andar com simbolos assim como é errado andar com crucifixos e imagens de nossa senhora, voces se enganam por fazer algo errador e não querer confessar o pior tipo de religioso são voes e no dia final serão os primeiros a serem julgados por sua ignorancia

  4. savio disse:

    paranóia protestante! o mesmo satanismo podeser associado a muitas igrejas pentecostais, que alias da muita enfase ao dinheiro
    isto é a mamon, e a curas unicamente de ordem fisicas pois claro, são os que mais
    temem a morte ,e querem falar da morte de Cristo, ´que são santos, só porque não bebem e não fumam ,AH1! por favor!eu poderia associar o protestantismo a skull and bones aos iluminatti ea maçonaria, qcada um fala do que acredita!

  5. Muy buen artículo. Excelentes posts, sigue así!

  6. hick disse:

    amodos de deus,

    pensem quem foi pedro? pedro tbm foi o primeiro papa.

    e pedro morreu na cruz invertida

    e quem usa a cadeira com a cruz invertida?

    um papa isso nos faz pensar que a cruz invertida é como o simbolo de um papa

    é só pensar ok nao tirar conclusoes precipitadas obrigado





Please note: Comment moderation is enabled and may delay your comment. There is no need to resubmit your comment.

.

GRÁTIS: Receba Atualizações em seu E-mail:

Clique no link em sua Caixa de Entrada ou Spam para confirmar a inscrição.
.
Categorias
Pesquisar
.